Buscar

PESO

Para Andreia Guilhermina


Estudos para um peso leve


A proposta coreográfica para este pequeno solo de dança que sugeri a minha parceira Andréia Guilhermina partiu da experiência do “não fazer” proposta por Carolina Nobrega em sua “janela poética”, dentro dos encontros do grupo de pesquisa “ 16 mulheres e meia”. Este “não fazer “ consistia em 10 minutos com uma pedra relativamente pesada em cima do peito, o corpo deitado e os olhos fechados, proposta inspirada na performance de Ana Mendieta, artista cubana. Esta experiência gerou muitas e muitas imagens e qualidades no meu corpo, naquele momento, por isto o escolhi como ponto gerador de conflito para este estudo.

Desta maneira, para iniciar a pesquisa do solo partimos desta experiência, e com ela estamos desenvolvendo uma partitura coreográfica de gestos e qualidades de movimento onde experimentaremos jogar e brincar principalmente com as qualidades do peso no movimento, indo do firme ao leve, levíssimo. Esta partitura será construída conjuntamente, a partir das minhas observações e das próprias escolhas da intérprete criadora, Andréia. Inicialmente achamos que será um “dueto”, Andréia e a Pedra.

Paralelamente a isto, pedi para Andréia escrever uma carta de saudade a algum alguém, e esta também será material para a criação da partitura. Para esta realizamos uma dinâmica onde Andréia leu a carta em voz alta dentro de um lugar fechado, e depois de lida expressou em dança as reverberações da sua leitura. Escolhemos repetir esta mesma dinâmica mas agora eu, Clara, lendo a carta.

Estes são os primeiros passos do nosso caminho...


As palavras chaves que rondam ... são PESO, PEDRA,CORAÇÃO, SAUDADE...


#peso, #pedra, #coraçao, #saudade, #2013, #janelaspoeticas, #salacrisantempo

1 visualização