top of page

A gente teima em viver

26.08.19 | manifesto

Tudo que nasce morre um pouco a cada dia

Cada dia não morto é soma invertida Um passo na contramão

Vivemos na contramão

No sentido contrário

Buscando fazer sentido

Todo desejo de extermínio vem da compulsão de matar algo em si

Alienistas, alienados Matem

A conta não fecha Matem tudo e morrerão na podridão O enxofre radiante corroer-vos-á por dentro

Venham exterminadores A gente teima em viver Da decomposição se nasce e renasce outra vez

A vida pulsa de onde tiver que ser Escuridão, nada

No centro do nada há vida Você pode matar Mas sou eu quem decide morrer





9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page