Buscar

Cinema do corpo?

Nestes três primeiros meses de trabalho nossa prática foi orientada com base em procedimentos realizados anteriormente pelo Núcleo em seus últimos trabalhos. O trabalho de preparação corporal apoiado em técnicas de educação somática teve alguns focos indicados como por exemplo o trabalho com a Ideokinesis: a coluna como elemento de ligação entre os volumes de costelas, crânio, bacia. Como estabelecer relações/fronteiras entre o eixo da coluna e esses volumes ósseos? Como o movimento acontece, na passagem do apoio concreto ao imaginário sobre essas arquiteturas/regiões do esqueleto? Que imagens se apóiam na concretude de um osso? Quais as possíveis relações entre esses volumes ósseos e essas imagens? Como a sensação dessas imagens potencializam o movimento de cada um? Essas são algumas das questões que tem permeado constantemente o processo. Assim, algumas expressões peculiares têm se construído, através de propostas do Núcleo que são alimentadas pelas reflexões e trabalho prático dos criadores-intérpretes num fluxo constante.

Zonas de interesse: coluna e sua relação com outros volumes ósseos, relação entre eixos, relação entre as palavras focar/desfocar, desenhar/borrar, continuidade/descontinuidade.

Da leitura da arquitetura do corpo à imagem, da sensação da imagem ao movimento. O movimento constrói a imagem que constrói o movimento. Do movimento vivenciado na improvisação à síntese da imagem, da síntese da imagem à síntese do movimento.


#cinemadecorpo, #2011, #salacrisantempo,

4 visualizações